Sábado, 9 de Agosto de 2008

Frustração do dia - "Nunca faças aos outros aquilo que não gostarias que te fizessem"...

Sempre me ensinaram que a nossa liberdade termina no momento em que interferimos com a liberdade dos outros. "Nunca faças aos outros aquilo que não gostarias que te fizessem", é o meu lema.

 

Em todos estes anos de liberdade, este povo não aprendeu que o respeito pelos outros é a base da confiança e das boas relações. Perdeu-se o respeito por tudo. Deixou de haver respeito pelos pais, pelos professores, pelos mais velhos e pela autoridade. Às vezes parece que se vive numa anarquia em que cada um faz o que quer e todos sabemos onde isso conduz: a governos repressivos e ditaduras.

 

A propósito dos crimes violentos (que têm aumentado recentemente), como o recente assalto ao BES que culminou na morte de um dos assaltantes e ferimentos graves no outro (ambos brasileiros), há pessoas que acham que estamos a tornarmo-nos xenófobos, pelo desfecho que teve este assalto. Há quem ache também que os criminosos são quase todos estrangeiros e que antes de termos cá imigrantes não havia crime em Portugal!

O que é um erro crasso.

 

Sempre houve crime em Portugal, só que agora adaptou-se às circunstâncias. Há cada vez mais estrangeiros no nosso país, explorados e com condições de vida deploráveis, pelo que não admira que muitos deles importem o crime a que estão habituados nos seus países, nomeadamente os assaltos a bancos, os sequestros e a extorsão.

 

Os assaltantes, ladrões e criminosos são criados por circunstâncias específicas: pobreza e miséria, falta de instrução, falta de acompanhamento dos pais, ou apenas falta de carácter e de escrúpulos... E isso há em todos os países e todas as nacionalidades. Só que em certos países em que a pobreza grassa (como o nosso), isso tornou-se muito mais evidente entre os imigrantes que são muito mais explorados.
 

Não sou apologista de prender os miúdos em casa e dar-lhes a educação que os nossos pais e avós tiveram. Mas um meio-termo seria o ideal. Aquilo a que assistimos é apenas um reflexo na nossa vida de vários factores, entre eles:

  • o aumento da liberdade;
  • a deficiência que certas pessoas têm em fazer uso dela;
  • a falta de valores; 
  • a falta de acompanhanento às crianças;
  • a educação demasiado permissiva.

 

Cá em casa, temos tido uma vida difícil mas não andamos para aí a assaltar bancos. Eu e o meu marido, estivemos os dois desempregados ao mesmo tempo, mas não sequestramos pessoas, para tentar fazer uma fortuna sem trabalhar.

 

Sempre tive uma vida de dificuldades e com pouco dinheiro. Recentemente tive duas tendinites em ambos os ombros, ambas consideradas doença profissional devido ao trabalho que executava e, depois de 8 anos, fui despedida quando estava de baixa. Mas não desisti. Depois de muita fisioterapia e sofrimento, 70 currículos enviados e muitas dificuldades, arranjei trabalho.

 

O meu marido ficou sem trabalho depois de 17 anos numa empresa em que os administradores desapareceram e venderam a sua participação nessa empresa por 1 EURO! Após 2,5 anos, ainda está à espera da resolução no Tribunal do Trabalho e não viu um cêntimo do que lhe deviam!

 

Tenho um filho de 15 anos que vai agora para o 10º ano: tenho que o sustentar, dar-lhe educação, acabar de criá-lo e espero que ele vá para a universidade quando chegar a altura. Mas não vou roubar para que ele o faça. Que espécie de pais seríamos e que exemplo lhe daríamos, se fôssemos criminosos? Tentamos acompanhá-lo o melhor que podemos, ensiná-lo a defender-se do mundo e dar-lhe a educação que é essencial para levar uma vida honesta e íntegra.

 

O resto é com ele, é algo que vem de dentro, o seu carácter. E, pelo que conheço dele, vai ser como os pais: íntegro e honesto. Que pena que grande parte dos pais (em todo o mundo) se descartem daquilo que é fundamental: ensinar os seus filhos e dar-lhe educação.

Desabafos externos:
De Inês ;) a 9 de Agosto de 2008 às 21:23
O teu lema é uma boa lição de vida...
Se toda a gente pensa-se assim pelo menos uma vez na vida, poupava-se muitas desgraças...

A vida é realmente difícil, não poderia estar mais de acordo, mas é nas dificuldades que os conhecemos a nós próprios!
Apesar da miséria e da pobreza, há poucas coisas que justificam um crime.. Mas são opções de vida... que muitas vezes acabam mal..

É difícil educar um filho... Faz-se o melhor que se pode e se sabe, mas muitas vezes, eles não seguem a conduta que lhe ensinamos.. Como dizes.. Depende do carácter!!

Força, e melhores dias virão!!!
O que não nos mata torna-nos mais fortes!!!

Beijocas e bom domingo!!
De Straycat a 10 de Agosto de 2008 às 01:12
Também costumo dizer isso muitas vezes "O que não nos mata torna-nos mais fortes". Contudo tenho sempre uma secreta esperança de não ter de passar por dificuldades como as que tenho enfrentado ao longo da vida.
Já superei várias depressões, causadas por diversos problemas, e estou finalmente a enfrentar a vida com uma atitude mais positiva, o que só traz vantagens. A nossa atitude perante a vida é meio caminho andado para atrair coisas boas.
Beijinhos.
De lovenox a 9 de Agosto de 2008 às 21:33
Não vi a actuação da policia como um acto de xenofobia, para mim levavam os dois um tiro no meio da testa, fossem portugueses, chineses ou outra coisa qualquer.
O retrato que fazes da tua vida poderia ser o retrato de tantos de nós em alguma altura da nossa vida, não vou aqui contar pelo que já passei, talvez porque não me orgulhe dos meus país, orgulho-me de mim, de estar bem agora, de subir a pulso sem como tu própria referes ter nunca assaltado um banco. Tenho dito.
De Straycat a 10 de Agosto de 2008 às 01:28
De facto, o sofrimento e as dificuldades que vemos por aí, nem sempre tem consequências negativas.
Cabe-nos a nós próprios aprender com os erros e com as dificuldades e superarmo-nos todos os dias.
Daí que eu tenha a Oração da Serenidade sempre em mente:
http://labirintododesassossego.blogs.sapo.pt/29113.html
Abraço sereno.
De Straycat a 10 de Agosto de 2008 às 01:29
De facto, o sofrimento e as dificuldades que vemos por aí, nem sempre têm que ter consequências negativas.
Cabe-nos a nós próprios aprender com os erros e com as dificuldades e superarmo-nos todos os dias.
Daí que eu tenha a Oração da Serenidade sempre em mente, como podes ver no meu post:
http://labirintododesassossego.blogs.sapo.pt/29113.html
Abraço sereno.
De Maria a 12 de Agosto de 2008 às 18:20
Pois é! Concordo totalmente contigo! Há pessoas que acham que só os imigrantes são culpados pelo aumento da criminalidade ou insegurança em Portugal, esquecendo-se, por um lado, de contextalizar esses imigrantes na sociedade que os acolhe e, por outro, de ver os crimes praticados pelos naturais! E no que diz respeito à corrupção, por exemplo, dificilmente se bate o Zé Portuga!

Também acho que o carácter e educação que recebemos são determinanes nas escolhas que fazemos ao longo da vida (apesar de muitas vezes poderem ser influenciados por factores externos) e é por isso que a educação e os exemplos a dar ao meu filho são importantes, já que o seu sucesso enquanto homem de bem, é o meu sucesso (e o sucesso do pai) enquanto progenitores/educadores!!
De Straycat a 12 de Agosto de 2008 às 21:37
É essa a minha opinião. No que se refere aos filhos (principalmente aos mais crescidos), e se tivermos um mínimo de bom-senso, penso até que só podemos sertir-nos realizados e achar que fomos bem sucedidos em criá-los, quando temos orgulho no que eles fazem, pois isso é reflexo da nossa orientação e do nosso sucesso enquanto pais.

Comentar este desabafo

 

 

Vê este vídeo e persegue os teus sonhos!

.Quem é esta criatura?

» Politica de Privacidade


.Pesquisar nesta barbaridade

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Desabafos recentes

. Vídeo do dia - Ontem, dia...

. Bem-vinda Primavera, que ...

. O Plano D...

. Pensamento profundo do di...

. Politica de Privacidade

. Pensamento profundo do di...

. Um Feliz Natal para todos...

. Pensamento profundo do di...

. Pensamento profundo do di...

. A felicidade, somos nós q...


.Desabafos arquivados

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

.Disto é que eu gosto!

. Espirrar em triplicado...

. Borboleta

. Jovens Mandarins com apen...

. Periquito bébé - Abril de...

. Madruga e verás, Trabalha...

. Vídeo do dia - Star Wars....

. Vídeo do dia - Uma gata q...

. Fantásticas imagens de ca...

. Ideias bizarras, úteis, i...

. O "jet-set" moçambicano -...

.tags

. todas as tags


Spread the Recycling Message

.Ligações perigosas

blogs SAPO