Quinta-feira, 10 de Abril de 2008

Os Miseráveis - Vivemos num país de incompetentes, em que nada funciona...

As empresas querem produtividade, disponibilidade total, mobilidade e empregados em situação precária, que saibam tudo, que tenham muita experiência e que trabalhem muito, por salários miseráveis. Esquecem-se que a produtividade está directamente relacionada com as condições de trabalho, com a formação dos trabalhadores, com métodos de trabalho (que não existem) e com a motivação e reconhecimento dos trabalhadores no desempenho as suas tarefas.

No entanto, são poucas as empresas que apostam na formação profissional dos seus trabalhadores, nas condições de higiene e segurança no trabalho e nas boas relações interpessoais dentro da própria empresa. Preferem gerir pelo medo e pela repressão. 

Trabalho há 25 anos e nunca, repito, nunca tive formação profissional por conta de empresas em que tivesse trabalhado - e já trabalhei em bastantes. Todos os cursos que tirei, foram feitos por minha iniciativa e pagos do meu bolso. 

Tenho trabalhado quase toda a vida em expediente geral de escritório e paginação, portanto com computadores. Já trabalhei em quase todas as condições possíveis: com obras a realizarem-se sobre a cabeça, com calor de 30 graus ou gelada com frio, com chuva a cair pelas paredes, com correntes de ar, com mobiliário desadequado e até (para cúmulo dos cúmulos) com pulgas de cão no escritório. 

No meu último trabalho, contraí duas tendinites (uma em cada ombro) que foram causadas pelo trabalho, ambas consideradas doença profissional depois de muita luta da minha parte. Apesar de tudo isto, nunca tive uma consulta de Medicina do Trabalho e a entidade patronal nunca teve uma fiscalização da Inspecção do Trabalho. No fim de tudo, acabei despedida, mesmo estando de baixa.

Isto aconteceu o ano passado, depois de meses a trabalhar com dores de dia e de noite, depois de meses de baixa a fazer tratamentos, depois de quase um ano de fisioterapia e de sofrer muito para conseguir fazer as tarefas mais básicas, como vestir-me ou fazer uma refeição. Fiquei 6 meses à espera do pagamento por despedimento da empresa e ainda aguardo uma parte. Tive despesas de saúde superiores a um ordenado, que esperei 8 meses pelo reembolso (mas só porque lutei para a tendinite ser considerada doença profissional).  

O sistema de saúde não funciona, o sistema de inspecções do trabalho não funciona, a justiça é lenta ou não funciona de todo, as empresas não funcionam. É caso para dizer que o discurso dos nossos ministros é completamente surreal.

Vivemos num país de incompetentes em que nada funciona.

 

 

Vê este vídeo e persegue os teus sonhos!

.Quem é esta criatura?

» Politica de Privacidade


.Pesquisar nesta barbaridade

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Desabafos recentes

. Vídeo do dia - Ontem, dia...

. Bem-vinda Primavera, que ...

. O Plano D...

. Pensamento profundo do di...

. Politica de Privacidade

. Pensamento profundo do di...

. Um Feliz Natal para todos...

. Pensamento profundo do di...

. Pensamento profundo do di...

. A felicidade, somos nós q...


.Desabafos arquivados

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

.Disto é que eu gosto!

. Espirrar em triplicado...

. Borboleta

. Jovens Mandarins com apen...

. Periquito bébé - Abril de...

. Madruga e verás, Trabalha...

. Vídeo do dia - Star Wars....

. Vídeo do dia - Uma gata q...

. Fantásticas imagens de ca...

. Ideias bizarras, úteis, i...

. O "jet-set" moçambicano -...

.tags

. todas as tags


Spread the Recycling Message

.Ligações perigosas

blogs SAPO