Quarta-feira, 7 de Maio de 2008

Dietas, nunca mais!

Não se emagrece a fazer dietas. Emagrece-se tendo um estilo de vida saudável, comendo de tudo com moderação, fazendo exercício, aceitando-se tal como é e não se culpabilizando.
 
Fui buscar este texto que achei muito representativo do que tem sido a minha vida neste ano que corre. Aprendi tudo isto e muito mais num programa de estudo, completamente gratuito, chamado PESO Comunitário e que decorre na Faculdade de Motricidade Humana, na Cruz Quebrada, até 31 deste mês.
Aconselho vivamente a todos os que querem perder (ou ganhar) peso alimentando-se bem, a consultarem o site e as condições de participação no próximo programa.
No labirinto que é saber viver, temos que acompanhar a nutrição com exercício, planeamento, boa onda, boa cabeça e boa disposição. Por nós, pelos nossos filhos, por todos os que amamos. E sejam felizes!
 
O texto que passo a transcrever é da autoria de uma nutricionista e foi publicado no blogue da Isa em 09-01-2008. Aprendam e partilhem.
 
"Dieto-preocupados"
 
Este texto foi escrito para os "dieto-preocupados", com o objectivo de prevenir certas manias aliadas às promessas de emagrecimento, típicas dum novo ano, e encorajar para se cuidarem
Há certos alimentos e rituais que são parte integrante do estar-se em dieta, e que eu gostaria de desmistificar.
 
A saber:
1. Bolacha Maria e de Água e Sal
2. Queijo fresco
3. Cozidos e Grelhados
4. Evitar pão/massa/arroz/batata
5. e... Não misturá-los com o peixe ou carne
6. Evitar fruta tropical (banana, manga...)
7. Evitar feijões
8. Tudo light, tudo magro, tudo sem sacarose (açúcar) e apenas com edulcorante, tudo integral, tudo bio, não beber água às refeições, entre outros...
 
Contudo, isto não emagrece (nem o oposto engorda) necessariamente. Porquê?
 
1. Porque bolachas, secas que sejam, têm muitas mais calorias e gordura que (o supostamente pa-) pão. E saciam menos.
 
2. Porque queijo fresco não é para ser comido como quem bebe um copo de água: é uma fonte de gordura considerável, como todo o queijo. Repare: 100 gramas de queijo fresco "Pouco Gordo" têm 145 calorias e 9 g de gordura, ao passo que 100 gramas de feijão frade cozido têm 115 calorias e nem 1 g de gordura... (o tal feijão de que foge a sete pés!)
 
3. Porque cozidos e grelhados não são equivalentes a poucas calorias nem condição para comer mais; são cansativos e limitativos a uma mais interessante panóplia de sabores e texturas. Estufados, salteados, malandrinhos, cataplanas, caldeiradas, em papillote, assados (sem molhos gordurosos no seu prato) e refogados (forretas) são óptimas escolhas também!
 
4. Porque evitar pão, massas, arroz, batata, etc. nunca foi sinónimo de alimentação saudável, em lugar nenhum do mundo! Logo, é desaconselhado também para quem queira emagrecer. Precisamos destes alimentos diariamente: dão-nos energia!
E que eu repare, a maior parte das pessoas tem pouca - não só porque se alimentam mal mas também porque não fazem exercício físico, não dormem bem, e mantêm relacionamentos e situações de vida sugadoras de energia.
Coma lá o seu pãozinho saloio e umas quantas batatinhas a murro com casca!
 
5. Porque evitar os hidratos de carbono quando come carne ou peixe não significa necessariamente que vai comer menos calorias no todo; pode até comer calorias a mais (por exemplo no tempero da salada, ou no tamanho do bife, ou mais tarde quando o seu corpo sentir necessidade de "açúcar"!)
 
6. Porque fruta, tropical ou nacional, deve ser comida todos os dias, variada, e sem medos! Engorda-se a comer bolos, croquetes, empadas e "bolachinhas secas" (ver ponto 1), não é a meia papaia do pequeno-almoço, nem o cacho de uvas do lanche ou a banana do meio da manhã...
 
7. Porque estou para conhecer quem tenha engordado a comer feijões ou grão ou lentilhas... Estes óptimos alimentos são tão saciantes que dificilmente comerá demais para conseguir engordar. Têm pouquíssima ou nenhuma gordura, são boas fontes em proteína e fibra, com zero colesterol (por serem um alimento vegetal), e super versáteis no bom sentido. São bons para sopas, migas, saladas quentes ou frias, purés, dips/patés, acompanhamento ou prato principal. (Não são habitualmente alimentos que fritemos, panemos, en-quichemos, ensalsichemos, fonduemos, gratinemos ou outro modo de confeccionar altamente gorduroso...)
 
8. Porque comer consoante todos esses atributos nunca foi sinónimo de boa saúde física mas quase sempre é sinónimo de pouca saúde mental. Há limites para os cuidados com a nossa saúde e quem os ultrapassa torna-se obcecado. Esses alimentos podem fazer parte duma alimentação saudável e podem ajudar no processo de emagrecimento se a alimentação for bem proporcionada, variada, de boa qualidade, bem confeccionada, comida com prazer, com alguma paz e, claro, contribuir (juntamente com o exercício) para um défice calórico.
 
Estar em dieta é um suplício. Vem dum medo terrível de se engordar amanhã e/ou de não se ser amado com o corpo de hoje. É também uma clara fonte de raiva e culpa. Medo, raiva e culpa fazem o cocktail ideal para a ansiedade - o estado de espírito habitual dos praticantes desta modalidade.
 
Lido isto, que tal NÃO fazer mais "dieta"? Assim, como quem diz: "NUNCA mais faço dietas: decidi, em vez, CUIDAR de mim!"
 
CUIDAR arrasta consigo uma postura sã:
Sem medo, mas com amor-próprio. Sem raiva, mas com paz. Sem sentimentos de culpa, mas com aceitação.
 
CUIDAR aumenta, assim, o que lhe falta - serenidade -, e reduz o que não precisa - ansiedade.
Este equilibrar interior tem um resultado prático: (entre outros) comer menos e melhor :-)
 
Que esta seja a sua GRANDE DECISÃO para o ANO NOVO: "CUIDAR BEM DE MIM MESMA/O"!
 
Texto da autoria da Nutricionista Dra. Madalena Muñoz
 
Fonte: Blogue VIDA
Apregoado por Straycat às 19:09
Ligação a este desabafo | Adicionar aos que eu gosto
De Isa a 8 de Maio de 2008 às 09:19
olá bom dia, vim fazer uma visita.
De Straycat a 8 de Maio de 2008 às 14:17
E recebo-a com muito gosto. Está convidada a aparecer, sempre que lhe apetecer.
Quando quiser divertir-se, passe no Gato com Vertigens, o meu outro blogue, mais antigo e destinado sobretudo a arejar e divertir.
Receba um beijinho e o desejo de que os seus exames confirmem que está livre de problemas.
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Quem é esta criatura?

.Pesquisar nesta barbaridade

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30

.Desabafos recentes

. Vídeo do dia - Ontem, dia...

. Bem-vinda Primavera, que ...

. O Plano D...

. Pensamento profundo do di...

. Politica de Privacidade

. Pensamento profundo do di...

. Um Feliz Natal para todos...

. Pensamento profundo do di...

. Pensamento profundo do di...

. A felicidade, somos nós q...

.Desabafos arquivados

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Janeiro 2008

.Disto é que eu gosto!

. Espirrar em triplicado...

. Borboleta

. Jovens Mandarins com apen...

. Periquito bébé - Abril de...

. Madruga e verás, Trabalha...

. Vídeo do dia - Star Wars....

. Vídeo do dia - Uma gata q...

. Fantásticas imagens de ca...

. Ideias bizarras, úteis, i...

. O "jet-set" moçambicano -...

.tags

. todas as tags

.Ligações perigosas

blogs SAPO